Autoridade Brasileira De Controle De Dopagem
14/04/2017
Fonte ASCOM/MINISTÉRIO DO ESPORTE | Fotos FRANCISCO MEDEIROS/ME
Brasília - DF

O advogado Luciano Hostins, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem e Rogério Sampaio, secretário nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem

A Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) comunicou nesta quarta-feira (12) a volta à conformidade da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD).

O anúncio é resultado da recomendação do Comitê de Revisão de Cumprimento da agência, após o governo brasileiro ter criado o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJAD). Dessa maneira, o Conselho de Fundação da Wada determinou que a ABCD fosse removida da lista de signatários não-conformes, com efeito imediato.

Ao cumprir o compromisso em relação à Wada sobre a criação do TJAD e seu regimento interno – publicado no Diário Oficial da União em 23 de março deste ano –, a ABCD volta a ter a permissão para fazer controle de dopagem. “Cumprimos o nosso compromisso. O tempo que demorou foi o tempo para a Wada analisar o processo de criação do tribunal, incluindo o Regimento Interno”, ressaltou o secretário nacional da ABCD, Rogério Sampaio.

No fim do mês de março, a ABCD passou por uma auditoria da Wada, procedimento padrão para as agências que estão saindo do status de não conformidade. Na ocasião, os auditores fizeram uma recomendação independente para a volta à conformidade.

Todo o processo ocorreu também com a entrega da documentação necessária à Compliance Review Commitee (CRC), comissão independente da Wada que analisa todos os casos de conformidade e que envia sua opinião ao Conselho de Fundação da entidade. Ambos os comitês indicaram o retorno da ABCD à conformidade.

Cerimônia de posse dos membros do Tribunal de Justiça Antidopagem, em dezembro de 2016