Shiai-jo
13/05/2017
Por PAULO PINTO | Fotos BUDOPRESS/CBJ
Curitiba - PR

Um dos judocas mais técnicos do peso-meio-leve no Brasil, no qualifying Marcelo Fuzita venceu todos os confrontos por ippon

Fundado em agosto de 1960, o Clube Paineiras do Morumby possui um departamento de judô com mais de meio século de história e a tradição de oferecer o ensino e a prática da modalidade de excelente qualidade aos seus associados. À frente dele estiveram nomes lendários, como o saudoso sensei Ikuo Onodera, e outros não menos brilhantes, como Mauro Junqueira e Robertinho Machusso.

A partir de 2010 a diretoria do clube decidiu ingressar no judô competitivo e iniciou este projeto com a formação de equipes de base. À frente desta iniciativa estava o ex-atleta da seleção brasileira Daniel Fausto Dell’Aquila, diretor de judô, que contou com a colaboração de outro ex-atleta da seleção, Alexandre Lee, que assumiu o comando da área técnica e da equipe competitiva.

Atual presidente do Clube Paineiras do Morumby, Dell’Aquila falou sobre a importância do judô em sua formação pessoal.

“O judô teve papel determinante em minha formação e na de meu irmão. Atuei por longos anos na seleção brasileira, mas aqui no Paineiras não abrimos mão do papel social do judô. Pretendemos percorrer um longo caminho na área competitiva, mas sem abrir mão do judô social e que contribui na formação de bons cidadãos. Buscamos fazer um judô de qualidade e pautado nos fundamentos técnicos e filosóficos da modalidade”, pontuou o dirigente.     

Equipe campeã do qualifying    

Passaram-se os anos e hoje o plantel do Paineiras reúne mais de 70 atletas federados, além dos 300 associados matriculados na escola de judô, que já produz atletas para as equipes de base. O clube coleciona títulos expressivos nos cenários estadual e nacional, nas mais diversas classes e categorias de peso. A equipe sênior possui atletas de altíssimo nível, como Rafael Buzacarini, peso-meio-pesado da seleção olímpica que ao lado de Marcelo Fuzita, Eduardo Barbosa, Yuri Takabatake, Rafael Magalhães e Luiz Eduardo Lopes forma uma das equipes seniores mais poderosas do Estado de São Paulo.  

Estreante no atual grupo de elite do judô nacional, Alexandre Lee falou sobre os projetos e metas do Paineiras para esta temporada.

“Iniciamos o ano com a equipe sênior masculina praticamente formada, e nossa meta era participar do qualifying, conquistar uma vaga para disputar o Grand Prix Nacional de Judô e ficar no top five da competição. Outra meta é fazer uma boa campanha no Troféu Brasil e manter bom desempenho nas categorias de base nos torneios promovidos pela Federação Paulista de Judô. Já superamos a primeira meta e estamos classificados para o GP. Agora vamos preparar-nos para superar as etapas seguintes”, disse o coordenador técnico do Paineiras.

Após comemorar a conquista da vaga na principal competição interclubes do Brasil, Alexandre Lee fez projeções e falou sobre eventuais reforços para a equipe.

“Conquistar a vaga para o grand prix representa projeção e o reconhecimento da evolução técnica do Paineiras no cenário nacional. Quanto às perspectivas para o GP, posso adiantar que vamos estudar a possibilidade de reforçar ainda mais nossa equipe, pois sabemos que o torneio reúne os melhores judocas do País e a realidade é outra”, disse Lee.

Daniel Dell’Aquila, presidente do Clube Paineiras do Morumby; Rafael Buzacarini, atleta meio-pesado; e Maurício Cataneo, diretor do departamento de judô

Comandante da equipe no qualifying, o professor Carlos Kira lembrou que ficar entre os cinco primeiros colocados no GP será uma tarefa árdua.

“Não vencemos nada ainda. Atingimos apenas nosso objetivo inicial que era obter a vaga para o GP. Agora vamos em busca da segunda meta, que é ficar entre os cinco primeiros colocados. Não podemos desmerecer equipes como o Santo André, Judô Queiróz, Esporte Clube Vitória, Clube de Regatas Flamengo, Espaço Marques e Jequiá Iate Clube. Além da bagagem e tradição no GP, são equipes que vêm brigando há anos por espaço entre as principais forças do judô nacional”, disse Kira.

Além de Alexandre Lee, coordenador, a comissão técnica do Clube Paineiras do Morumby conta com profissionais como Kira Yamazaki, técnico da equipe sênior, Ricardo Julianetti, professor da escolinha, e toda uma equipe multidisciplinar com dois preparadores físicos, psicólogo, nutricionista, fisiologista e médico. Recentemente o clube contratou Hans Peter, responsável pelas terapias de recuperação e reabilitação dos atletas.

Vários clubes viveram a experiência de competir e medir forças com equipes como Esporte Clube Pinheiros, Sogipa, Minas Tênis Clube e Instituto Reação, mas poucos permaneceram em pé. Além de recursos financeiros, a iniciativa da diretoria do Clube Paineiras demanda planejamento, determinação e, acima de tudo, a enorme vontade fazer história no cenário da modalidade com melhor retrospecto olímpico do Brasil.

Alexandre Lee, coordenador técnico do Clube Paineiras do Morumby

Campeões do Qualifying 2017

Marcelo Fuzita 66kg

Ilden Júnior 66kg

Rafael Perez 66kg

Eduardo Barbosa 73kg

Paulo Henrique 73kg

Adriano Toshio 81kg

Yuri Takabatake 81kg

Rafael Magalhães 90kg

Rafael Buzacarini 100kg

Luiz Eduardo Lopes +100kg

Coordenador técnico - Alexandre Lee

Técnico - Carlos Kira Yamazaki

Dirigentes, técnicos e parte dos atletas federados do Clube Paineiras do Morumby