Cotidiano
29/05/2017
Por PAULO PINTO | Fotos DIVULGAÇÃO/ASK
Paranaíta – MT

Sandra Vargas, Manoel José de Freitas, Selma Rodrigues Aragão Ruffato, José Humberto de Souza, Tony Ruffato e Adairce Castanhetti

A Secretaria de Assistência Social de Paranaíta (MT) lançou oficialmente no domingo (28 de maio) o projeto Artes – Formando Cidadãos, que prevê o ensino e a prática do karatê na rede de ensino urbana e rural da cidade de Paranaíta. A iniciativa tem apoio da Secretaria de Educação e Esportes e demais secretarias municipais, parceria da Associação Centro América de Karatê Shotokan e chancela da Confederação de Karate-Dô Tradicional Brasileira (CKTB).

O projeto, que em breve atenderá mais de 500 crianças e jovens, foi lançado em cerimônia realizada no Ginásio Jaime Veríssimo de Campos, na presença de autoridades políticas e esportivas. Entre elas estavam Antônio Domingo Ruffato, o Tony Ruffato, prefeito de Paranaíta; José Humberto de Souza, responsável técnico do projeto; Sandra Vargas, vice-prefeita de Paranaíta; Adairce Castanhetti, coordenadora de projetos da Associação Shotokan; Selma Rodrigues Aragão Ruffato; secretária de Assistência Social de Paranaíta; Assis Frizon, secretário de Educação de Paranaíta; e Manoel José de Freitas, o Nelinho, professor de karatê do projeto.

Sensei José Humberto puxando treino coletivo

José Humberto de Souza, professor 7º dan, comemorou a retomada de um projeto vitorioso.

“Mato Grosso é um dos Estados pioneiros na inserção do karatê nas escolas da rede municipal do ensino fundamental. Acredito que a modalidade deva estar hoje em oito municípios e atenda mais de 2.500 crianças. Em Paranaíta chegamos a receber 500 crianças, e hoje estamos reinaugurando este projeto com 150 jovens. Acredito que em poucos meses estaremos atendendo centenas deles”, previu o responsável técnico do projeto.

Sensei Adairce Castanhetti explicando detalhes dos fundamentos do karatê

Tony Ruffato afirmou que por meio da prática do karatê as crianças resgatam conceitos e retomam o convívio social. 

“Vemos enorme importância nesta iniciativa, pois o karatê não é apenas um esporte. A prática desta modalidade é revestida de valores e conceitos de conduta importantíssimos. Entendemos que, com a inclusão dos jovens na prática esportiva e, no karatê em especial, estamos reaproximando as crianças de suas famílias e promovendo a verdadeira inserção social”, disse o mandatário paranaitaense.

“Além de se socializar, o praticante de karatê passa a respeitar mais o professor e os pais e muda totalmente seu estilo de vida. A invasão das redes sociais em nosso dia a dia tem proporcionado uma rápida mudança dos valores e princípios de nossa juventude, e a prática do karatê promove o resgate de valores e atitudes, disse Ruffato.

Atentos, karatecas de Paranaíta participam da aula inaugural da nova fase do projeto

O prefeito municipal finalizou comemorando a retomada deste importante projeto para os munícipes.

“Este programa foi iniciado há alguns anos pelos professores da Shotokan de Cuiabá, e posteriormente houve uma troca no comando do projeto, que foi interrompido recentemente. Felizmente pudemos retomá-lo com o mesmo grupo que o criou, e isso nos tranquiliza muito. Voltaremos a oferecer às nossas crianças a prática esportiva de uma modalidade que envolve treinamento físico, fortalece o espírito e alimenta a alma”, concluiu Tony Ruffato.

Autoridades e professores na cerimônia de abertura do Projeto Artes - Formando Cidadãos

Sensei José Humberto puxando treinamento de kata