Cotidiano - World Traditional Karate Federation
19/04/2017
Por PAULO PINTO/BUDOPRESS | Fotos IMPRENSA SHOTOKAN
Cuiabá - MT

José Humberto ensinando kitei-kata para a colombiana Carolina Correal Sanchez

Reeditando os cursos promovidos anteriormente em Bogotá, na Colômbia, o professor shihan José Humberto de Souza (7º dan) ministrou, de 6 a 9 de abril, o 3º Seminário Técnico Internacional de Karatê-Dô Tradicional. O curso focou aspectos relacionados à força básica e ao timing e realizou-se no dojô da Unidad Deportiva El Salitre, com a participação de 96 karatecas provenientes de todas as regiões do país.

Duas semanas depois, o professor cuiabano recebeu em seu dojô Rodrigo Delgado Rodriguez, promotor do seminário realizado na Colômbia, que de forma clara e objetiva explicou que veio ao Brasil em busca de aperfeiçoamento técnico. José Humberto, além de instrutor, examinador e árbitro internacional classe A, é uma das principais referências da área técnica desta modalidade no continente americano.

“Uma vez terminado o curso em Bogotá, ficou definido que viríamos ao Brasil, onde minha esposa e eu treinaríamos com sensei Humberto por uma semana. Aqui praticamos diariamente pelas manhãs e tardes. Na verdade, sempre que estamos aqui treinamos quase o dia todo. Vir ao Brasil significa maior dedicação ao estudo mais profundo do karatê. Buscamos melhorar o entendimento sobre os fundamentos técnicos da modalidade e sua aplicação no kihon, kata e kumitê.”

Discípulo direto do mestre Hidetaka Nishiyama, o sensei brasileiro hoje busca disseminar os ensinamentos recebidos do fundador do karatê-dô tradicional.

“Tive a felicidade de treinar com o sensei Nishiyama entre 1991 e 2006. Foram 15 anos de aprendizado onde pude assimilar muita coisa. Por diversas vezes fui ao seu encontro dele nos Estados Unidos, mas participei de workshops em várias partes do mundo. Hoje busco disseminar tudo que aprendi com ele e com outros mestres, e sinto enorme prazer em fazer a transmissão deste conhecimento”, disse o professor que recentemente ministrou cursos em Dubai, Chile, Colômbia e Estados Unidos.

Engenheiro de sistemas e pós-graduado em matemática, o bogotano Rodrigo Delgado Rodriguez é graduado 4º dan pela World Traditional Karate Federation (ITKF); é diretor da ITKF da Colômbia; presidente do Clube de Karatê-Dô Restrepo Millán, de Bogotá; diretor do programa Virrey Sur, um projeto no qual desenvolve um trabalho social; e membro da comissão técnica da Liga de Karatê-Dô de Bogotá D.C.

“Por meio do karatê educamos centenas de crianças de minha localidade, e nossa proposta é oferecer condições de maior desenvolvimento pessoal e crescimento social. Este projeto existe há mais de 11 anos e por meio dele busco dar a minha contrapartida social para a minha cidade e o meu país”.

Desde 2009 Rodrigo Delgado vem ao Brasil em busca de aprimoramento técnico. E explica: “Venho ao Brasil porque o professor José Humberto é um ser humano diferenciado e impecável. Com ele não aprendo apenas técnicas da karatê, aprendo coisas dos mais variados temas. Os projetos sociais são uma herança do que vivi com ele em Cuiabá, mas com ele aprendi como me relacionar melhor com as pessoas, aprendi a ser mais paciente e a ensinar de forma mais positiva. Nas questões técnicas percebo que ele possui uma concepção e aplicação dos conceitos fundamentais de karatê que realmente funcionam. Ele não é teórico. Ele possui amplo domínio da prática e mostra de forma sincera e despojada como as coisas funcionam. Seu karatê é 100% efetivo”, concluiu o professor bogotano.

Sensei José Humberto puxando treino na Academia Shotokan

Senseis Vilda Aparecida, José Humberto e Rodrigo Delgado com alunos mais graduados

Parte dos alunos da Shotokan de Cuiabá com professores e visitantes