Interview
13/01/2018
Fonte PRESSIJF | Fotos IJF.ORG
Budapeste - Hungria

 

Reeleito por aclamação em 25 de agosto de 2017, no fim deste quadriênio Marius Vizer completará 14 anos à frente da IJF, entidade que sob sua gestão teve grande projeção e experimenta longo período de expansão e desenvolvimento

Inaugurando novo formato, a assessoria de imprensa da Federação Internacional de Judô (FIJ) deverá publicar regularmente nos próximos meses, até o Campeonato Mundial 2018, curtas entrevistas com Marius Vizer, presidente da entidade. Após o mundial sênior, que se realizará em Baku, no Azerbaijão, os novos 14 campeões mundiais serão entrevistados e você poderá descobrir muito mais sobre o mundo do judô.

Quais serão os principais desafios de 2018?
Marius Vizer: Em primeiro lugar, gostaria de desejar a toda a comunidade internacional de judô um próspero 2018, muita saúde e muitas realizações. Este será o ano da consolidação de nossos projetos atuais e no qual pretendemos aumentar nossa presença em redes sociais e melhorar nossas plataformas de TI para acompanhar com precisão as regras de arbitragem que forem atualizadas. Isso permitirá começar adequadamente a qualificação olímpica, organizar um campeonato mundial bem-sucedido em Baku e, em geral, eventos de sucesso no World Judo Tour. Também estamos ansiosos para estabelecer uma plataforma de ensino online para todos os nossos judocas, dando-lhes a chance de terminar seus estudos durante sua carreira esportiva. Estamos determinados a ter maior presença na mídia e estar ainda mais bem classificados no top 10 de esportes mais presentes nas redes sociais. Atualmente estamos no 8º lugar.

O mundo parece estar cada vez mais instável. De que forma o judô pode ajudar na construção de uma sociedade melhor?
Marius Vizer: O judô tem valores incontestáveis, acredito que precisamos apenas desenvolver esforços para que eles sejam promovidos em todos os níveis na sociedade.

O que você diria a um jovem judoca que busca tornar-se um campeão mundial?

Marius Vizer: Tornar-se um campeão é uma conquista extraordinária. É claro, isso exige uma grande quantidade de trabalho, sacrifícios, dedicação, bem como educação escolar, pois, em minha opinião, as duas formas de educação não podem ser separadas. Embora entenda que pouquíssimos praticantes de judô possam tornar-se campeões mundiais, acredito firmemente que, por meio do nosso esporte, milhões de jovens poderão tornar-se campeões na vida.

Quais serão as surpresas dos tatamis na próxima temporada?

Marius Vizer: Atualmente, temos vários campeões e valiosos atletas no judô, não seria justo prever quem será a revelação da temporada, mas desejo a todos aqueles que trabalham duro que promovam os valores do judô, para assim conseguir tudo o que desejam!

Você vai a muitas competições durante o ano, o que sente quando está numa arena assistindo a uma competição ao vivo?

Marius Vizer: Ginásios lotados de fãs causam sempre muita emoção, valorizam a competição e criam uma atmosfera irresistível devido à sinergia entre o entusiasmo dos atletas e fãs. Acredito que todo este clima tem um forte impacto na performance dos atletas, que retribuem oferecendo grande emoção aos torcedores.