Gestão Esportiva
13/06/2017
Por PAULO PINTO/FPJ | Fotos BUDOPRESS
Salvador - BA

Alessandro Puglia com Sarah Menezes, Victor Penalber, Luciano Correia e Henrique Guimarães no Centro de Treinamento da CBJ

Em fim de semana bastante agitado, a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) promoveu uma série de eventos relacionados às áreas administrativa, técnica e governança.

Além das presenças do presidente e os três vice-presidentes da CBJ, o encontro realizado no sábado (10), na sede administrativa do Centro de Treinamento da CBJ, em Lauro de Freitas (BA), recebeu presidentes de 19 federações estaduais, quatro judocas da seleção brasileira adulta, membros dos conselhos técnico e fiscal, da comissão de atletas e autoridades políticas e esportivas.

Atendendo às exigências do Ministério do Esporte, os trabalhos foram iniciados com a assembleia geral extraordinária que promoveu ajustes estatutários envolvendo a área da governança.

Alessandro Puglia durante a assembleia extraordinária da CBJ

Na sequência, aconteceram palestras das áreas de marketing e jurídica, que apontaram caminhos para o desenvolvimento sustentável do judô brasileiro e a adequação às melhores práticas de gestão. Também foram empossados integrantes eleitos do conselho técnico, dois novos integrantes do conselho fiscal Rodrigo Pereira e Ramon Bianchi, e representantes da comissão de atletas.

Na avaliação de Alessandro Puglia, presidente da Federação Paulista de Judô, a agenda do encontro de presidentes apontou caminhos e marca o início de uma nova era na gestão da modalidade.

“A pauta dos trabalhos apresentou uma diversidade de temas de interesse comum, entre os quais destaco as palestras sobre a lei de incentivo ao esporte, oportunidades de capitação na visão do patrocinador e o judô como produto. Os palestrantes mostraram de forma bastante objetiva, o universo de possibilidades que o marketing esportivo disponibiliza. O encontro de hoje marcou o início de uma nova era em nossa modalidade. Há pouco tempo à frente da CBJ, o presidente Sílvio Acácio Borges está desenvolvendo esforços que visam manter o judô na vanguarda da gestão esportiva do nosso país, dando sequência ao legado administrativo deixado por Paulo Wanderley Teixeira”, lembrou o dirigente paulista. 

Dirigentes na entrada da sede administrativa do cetro de treinamento

Comissão de Atletas

Além da presença no conselho técnico, os atletas possuem outros dois níveis de representação na Confederação Brasileira de Judô. Luciano Corrêa foi escolhido pelos próprios atletas para representá-los na Assembleia Eletiva com direito a voto nas eleições presidenciais. Em adição, existe também a comissão de atletas formada por sete judocas: Rafaela Silva, Sarah Menezes, Mayra Aguiar, Mariana Silva, Henrique Guimarães, Victor Penalber e Rafael Silva.

Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Judô

Clubes: Daniel Dell'Aquila (Clube Paineiras do Morumby)

Atletas: Rafael Silva e Érika Miranda

Arbitragem: Edison Minakawa

Federações: Luiz Gonzaga Filho

Gestão Técnica CBJ: Ney Wilson, Marcelo Theotônio e Matheus Theotônio

Conselho Fiscal

Gilmar Camerino - Presidente

Berto Igor Caballero

Rodrigo Pereira

Ramon Bianchi